O que é a Psicologia Analítica?

Pratico na clínica psicológica, reflexões sob a perspectiva da psicologia de Carl Gustav Jung, comumente conhecida como Psicologia Analítica ou Psicologia Junguiana.

Nesta prática posso crer no que apontou Jung: "o encontro de duas personalidades é como uma mistura de duas substâncias químicas: no caso de se dar uma reação, ambas se transformam" (Jung, A prática da psicoterapia, p.68). No processo analítico o indivíduo (ou seja, cada ser humano, em sua individualidade) tem a possibilidade e oportunidade de ser lapidado como o mais belo diamante que passa pelo processo alquímico. No entanto, como o próprio Jung postula e posso contatar pela minha prática: o dever de crescimento e aprendizado para que esse processo se fortifique deve ser mútuo.

 O processo psicoanalítico não só aproxima o indivíduo de quem realmente é, como também o põe de frente com suas barreiras, aprendendo (desta forma) a lidar com seus medos, angústias, frustrações e até mesmo seus piores "personagens". Na Psicologia Analítica o indivíduo é levado a se implicar em seus processos, e aprendendo que dentro dele existe diversas possibilidades de lidar com cada problema. De um indivíduo emergem diversos personagens, o que não nos torna loucos, ou com múltiplas personalidade, mas nos calçamos de algumas características primitivas de personalidades (arquétipos) para que possamos lidar melhor com as passagens da vida.

 

"O que viso é produzir algo de eficaz, é produzir um estado psíquico em que meu paciente comece a fazer experiências com seu ser, um ser em que nada mais é definitivo nem irremediavelmente petrificado; é produzir um estado de fluidez, de transformação e de vir a ser" (Jung, A prática da psicoterapia, p.43).

Consultório:
Av. Pastor Martin Luther King Jr, 126

Torre 2000 - Sala 219 (Dentro do Nova América)

© 2014 por Rafael Oliveira - Psicólogo

criado com Wix.comm

Tijuca:

Próximo à UPA da Saenz Peña